CAFURINGA E BANDA, PAULO PERDIGÃO, CAMILA YASMINE E DIOGO NOGUEIRA COMANDARAM A FESTA:Praça Mestre Dominguinhos vira uma grande roda de samba na 7ª noite do 28º FIG

  • Postato por maurilio em Quinta 26 07-2018 08:49
CAFURINGA E BANDA, PAULO PERDIGÃO, CAMILA YASMINE E DIOGO NOGUEIRA COMANDARAM A FESTA:Praça Mestre Dominguinhos vira uma grande roda de samba na 7ª noite do 28º FIG

CAFURINGA E BANDA, PAULO PERDIGÃO, CAMILA YASMINE E DIOGO NOGUEIRA COMANDARAM A FESTA:Praça Mestre Dominguinhos vira uma grande roda de samba na 7ª noite do 28º FIG

Diogo Nogueira e Rodrigo Leite
Foto: Pedro Rocha

Por Pedro Rocha, para o V&C
 

Junte a experiência de Cafuringa e Banda, um veterano, que este ano completa 16 participações no festival, com a regionalidade ribeirinha da petrolinense Camila Yasmine, neófita em FIGs. Acrescente isso à brasilidade do ativista do samba, intérprete e compositor Paulo Perdigão. Depois coloque nesse time, o carioca Diogo Nogueira, filho do inesquecível João Nogueira, e que desde criança dava pinta de que ia seguir os passos do pai. Junte essa galera toda no sagrado Palco Mestre Dominguinhos . O que temos? Muita ginga, molejo em uma grande roda de samba, e samba de qualidade, na sétima noite do 28º Festival de Inverno de Garanhuns.
 

Os trabalhos foram iniciados com a prata da casa, Cafuringa e Banda, que este ano completa 16 participações em FIGS.  O garanhuense trouxe em seu repertório sambistas consagrados  como Adoniran Barbosa, de quem tomou emprestado seu Trem das Onze. O grupo também  visitou outros ritmos como  o ótimo soul de Tim Maia. Com Cafuringa e Banda, o frio e a chuva começaram a dar lugar ao calor humano do público que compareceu à praça

Cafuringa e banda
Foto:Pedro Rocha

 

 A segunda atração da noite foi a petrolinense Camila Yasmine. Era a primeira vez dela em um palco do FIG, mas, se sentindo muito à vontade, parecia uma veterana.  Na bagagem a moça trouxe a regionalidade de Petrolina com seu show, Ribeirinha. O público foi presenteado com mais um incrível espetáculo de samba. Como não poderia deixar de ser, na casa do mestre, Yasmine fez uma bela homenagem a Dominguinhos, cantando Eu só quero um xodó

De Petrolina para o Fig, a ribeirinha Camila Yasmine

 

 Já o  sambista, compositor, e interprete Paulo Perdigão foi a terceira atração da noite. Nascido no Rio, mas residindo em Recife, Perdigão tem raízes na Escola de Samba Estácio de Sá, onde bem jovem começou a compor para festivais de música. Simpatia e carisma não faltaram na apresentação e, com Sonoras Batucadas, ele conseguiu agregar outros ritmos ao samba agradando ao público presente.

 

 O último a pisar no palco foi o carioca Diogo Nogueira, filho de um monstro sagrado do samba, o inesquecível João Nogueira. Como sempre acompanhou o pai nas rodas de samba, aprendeu rápido o ofício e é um dos principais nomes do samba da atualidade. Ele contagiou o público cantando diversos sucessos de sua carreira como Pé na Areia”, “Fé em Deus” e “Clareou, e de outros artistas como Tim Maia, Gonzaguinha, Zé Ramalho, Elba Ramalho e Gal Costa. A performance de Diogo também contou com a participação de Rodrigo Leite, garanhuense sobrinho da ex Secretária de Cultura de Garanhuns, Cirlene Leite. Ao cantar "O descobridor dos Sete Mares", de Tim Maia, Diogo Nogueira entoou um grito de Lula Livre, o que arrancou aplausos da plateia.

Diogo Nogueira
Foto: Hilton Marques

 

Durante a apresentação de Diogo foi exibido no telão fotos de Zeca Pagodinho que esteve neste mesmo palco ano passado em um show antológico. Diogo não esconde de ninguém sua admiração por Zeca, o qual considera seu ídolo. 

 

PROGRAMAÇÃO DESTA QUINTA, 26 DE JULHO, NA PRAÇA MESTRE DOMINGUINHOS

Quinta-feira - 26 de julho
20h – Still Living
21h – ÀTTØØXXÁ (BA)
22h20 – Emicida (SP)

23h30 – Nação Zumbi 

Notícias Recomendadas

Faça um comentário

Publicidade

Lista de galerias

Publicidade

Mais tocadas

  • 1 Luan Santana

    Acordando o Prédio

  • 2 Wesley Safadão Part. Marília Mendonça

    Ninguém é de ferro

Publicidade

Publicidade